terça-feira, 1 de julho de 2008

Enfermeira joga filha de 8 meses pela janela em Curitiba

"Eu queria me livrar do pacote. Sempre fui incompetente para cuidar dela". Essas foram as palavras da enfermeira Tatiane Damiane, de 41 anos, ao delegado Antonio Campos de Macedo, do 1º Distrito Policial de Curitiba (PR), ao explicar por que matou a própria filha, Mariana, de 8 meses, ao jogá-la do 6º andar do apartamento onde moravam, na região central da capital paranaense.

Fonte:
Agência Estado
Imagem: http://ideiascomimagem.no.sapo.pt/tounalua/imaginario.jpg

2 comentários:

Expedita Fátima disse...

Oi, Sando!
Essa notícia é assustadora. Será que pegaram o exemplo do outro que também jogou a filha pela janela?? Por isso eu propus que fizéssemos a corrente divulgando as boas ações, bons exemplos, mostrarmos a solução para que possam ser seguidos. Você não acha?
Um abraço
Expedita Fátima

Sandocleber disse...

Olá Expedita,

Quero acreditar que tal mãe não tenha srguido o exemplo da familia Nardoni para se conduzir de igual maneira com sua criança. Prefiro aceitar outras justificativas, apesar de que qualquer que seja nunca será suficiente para entender tais comportamentos.
Certamente os bons exemplos devem ser reproduzidos... há muitos no nosso cotidiano... é só começarmos!

Abraço